Rua General Osório, 389 - Ribeirão Preto
Centro - (16) 3610-8258
Ribeirão Shopping - (16) 3620-2919

História

Em meados da década de 30, o Edifício Diederichsen estava sendo construído no coração de Ribeirão Preto. Antes da inauguração oficial deste marco arquitetônico da cidade, em 1937, um misto de bar com choperia abria sua portas no térreo do edifício em acabamento, no dia 29 de agosto, sem grande alvoroço, bem na esquina das tradicionais ruas Álvares Cabral com Gal. Osório.

Nascia naquele momento o Pinguim, uma marca fadada a fazer sucesso e hoje associada em todo o Brasil, e em muitos países, com a arte de se tirar e beber um bom chope.

Administrado inicialmente por uma figura conhecida como Alemão, ainda na primeira metade da década de 40 a choperia passou para o comando do sr. Nicola de Miranda, que ficou cerca de 20 anos à frente da casa.

Na década de 60, sob a batuta do sr. Albano Peixoto, a marca ampliou seus horizontes passando a ser conhecida também no exterior, difundindo a famosa história do “chopeduto” que ligava a casa até a cervejaria localizada a algumas quadras. Em 1977, nascia a primeira cria, o Pinguim II, localizado na esquina em frente, bem ao lado do Theatro Pedro II, hoje chamado de Pinguim Centro.

Em 1984, o Grupo que administra o Pinguim até hoje comprou as duas choperias e adotou um novo modelo de gestão. A casa firmou-se também como restaurante e consolidou sua fama como uma das choperias mais famosas do Brasil, bem como o grande embaixador de Ribeirão Preto para o país e o mundo.

O Pinguim então alçou novos vôos e inaugurou, em 1997, sua unidade no Ribeirão Shopping.

As mudanças não pararam por aí. O Pinguim reformou sua antiga unidade II em 2001, dando a ela os ares das décadas de 30 e 40 e transformando-a na sua única choperia no centro da cidade. Já o Pinguim original passou por obras em 2002 e foi reaberto em 2003 como empório, comercializando centenas de diferentes produtos, entre roupas, presentes, jogos e objetos de decoração, com marca própria.

Hoje, com mais de 80 anos, o Pinguim continua fazendo verão, molhando gargantas secas e habitando a memória e o coração de seus clientes.